Marqués de Casa Concha Carménère 2007 Evolução: Vinho para Guardar

90

Ótimo

Concha y Toro, Rapel, Chile
Expand

Tinto

Em dezembro do ano passado, a Concha y Toro lançou, no Chile, o Marques Carménère pela primeira vez. A safra escolhida para o lançamento foi a consagrada 2007. A Carménère reina em Peumo, de onde vem as uvas para esse vinho. O primeiro ataque na boca é levemente doce e a resposta é devido aos 10% de carvalho americano novo utilizados no envelhecimento do vinho em barris (no total são 16 meses, com os 90% restantes de carvalho francês). Muita fruta negra, especiarias, tons herbáceos (na medida) e toques de pimenta-do-reino. Boca cheia, taninos firmes e muita força no final de boca. Precisa de um tempo de garrafa para que o conjunto esteja em total consonância. Tem 10% de Cabernet Sauvignon no blend final. Boa estréia da Carménère na linha Marques. Melhor se consumido entre 2010 e 2015. LGB

Degustado em 01/03/2009 por LGB

Assemblage

Cabernet Sauvignon, Carménère

Todas safras Marqués de Casa Concha Carménère

Veja todas safras Marqués de Casa Concha Carménère »

Todos vinhos de Concha y Toro

Veja todos vinhos produzidos por Concha y Toro »

Todos vinhos de Rapel, Chile

Veja todos vinhos de Rapel »

Todos vinhos Chilenos

Veja todos vinhos Chilenos »