Borobo 2003 Evolução: Vinho para Beber ou Guardar

93

Excelente

Lapostolle, Rapel, Chile
Mistral

Tinto

Um blend surpreendente, pois tem o estilo dos grandes chilenos, mas com uma classe acima da média. Suas siglas são uma alusão às três regiões das principais uvas desse vinho. Os BO’s (no começo e fim do nome) são de Borgonha e Bordeaux, representadas por: Borgonha – Pinot Noir (provenientes do Vale de Casablanca) e Bordeaux – Cabernet Sauvignon, Merlot e Carménère (provenientes dos Vales de Colchagua e Apalta). RO é de Rhône, que representa a uva Syrah (proveniente de Requinoa). Aromas de ameixas e cerejas negras, alcaçuz, baunilha, chocolate etc. Na boca, apresenta muita estrutura confirmando a fruta deliciosa (marcada ameixa negra), com os toques na medida da baunilha e chocolate, mas com um frescor encantador. O conjunto é interessante, pois alia intensidade e elegância. Final excelente, com viva acidez e ótimo retrogosto. Muito bom hoje e com mais oito anos de garrafa. Entre o melhor que há exótico e encantador no Chile hoje. Consumo 2009/2014. LGB Degustado em 15/08/2009 por LGB

Assemblage

Cabernet Sauvignon, Carménère, Merlot, Pinot Noir, Syrah (Shiraz)

Todas safras Borobo

Veja todas safras Borobo »

Todos vinhos de Lapostolle

Veja todos vinhos produzidos por Lapostolle »

Todos vinhos de Rapel, Chile

Veja todos vinhos de Rapel »

Todos vinhos Chilenos

Veja todos vinhos Chilenos »